quinta-feira, 28 de março de 2013

Receita de Pão- de Ló de Margaride para a Páscoa


Margaride é uma freguesia portuguesa do concelho de Felgueiras, com 6,17 km² de área e 9 653 habitantes (2011). Densidade: 1 564,5 hab/km². Tem o nome alternativo de Santa Eulália e inclui a cidade de Felgueiras.
Esta freguesia empresta o seu nome a um famoso pão-de-ló, o mais conhecido de Portugal.
Brasão de armas de Margaride

Margaride está localizado em: Portugal Continental
http://pt.wikipedia.org/wiki/Margaride

http://www.docesregionais.com/pao-de-lo-de-margaride/                       
O Pão de Ló de Margaride é uma referência na doçaria tradicional portuguesa, tendo a Câmara Municipal de Felgueiras apresentado, em 2011, a sua candidatura às 7 Maravilhas da Gastronomia, na categoria de doces. A qualidade e excelência deste doce regional foram reconhecidas pela Casa Real Portuguesa, tendo sido atribuído à sua criadora, D. Leonor Rosa da Silva, o título de “Doceira da Casa Real”.
O autêntico pão de ló de Margaride é cozido em forno de lenha em formas de barro não vidrado. Estas formas são constituídas por três tigelas, duas iguais e uma mais pequena, sendo esta colocada invertida no centro de uma das outras tigelas, formando um cano.
Ingredientes:
  • 1 pitada de sal
  • 19 gemas + 6 ovos inteiros
  • 250 g de farinha
  • 500 g de açúcar
  • casca de 2 limões
Confeção:
Deite os ovos, o açúcar, as cascas de limão e o sal num recipiente amplo e bata até a mistura clarear e fazer castelo (a massa faz um montinho quando se deixa cair de uma colher).
Retire as cascas de limão e, aos poucos, junte a farinha em chuva, peneirada no momento. Note que a farinha não deve ser batida, mas sim bem misturada com as mãos, sendo, por isso, necessária a participação de duas pessoas — uma para peneirar e outra para envolver a farinha. Este processo manual poderá durar aproximadamente ½ hora e o pão de ló com uma textura muito fofa. No entanto, poderá também fazê-lo numa batedeira elétrica, que lhe irá poupar tempo.
Deite a massa numa tigela previamente forrada com papel manteiga (ou outro papel grosso) untado, em quadrados sobrepostos. Encha a forma de pão de ló até um pouco mais de meio, vire os bicos do papel para dentro e tape com a segunda tigela.Leve a cozer em forno moderadamente quente, durante 30 a 45 minutos no máximo. Verifique a cozedura com um palito. Retire do forno e desenforme, deixando depois arrefecer o seu pão de ló de Margaride.

quarta-feira, 27 de março de 2013

Albert Camus: Um Pensamento Importante


«Fazer sofrer é a única maneira de se enganar.»
  Albert Camus
          

terça-feira, 26 de março de 2013

Sócrates voltará em breve ao nosso "convívio" e mais mediático do que nunca...


A estratégia de Sócrates para chegar a Belém
Comentador A estratégia de Sócrates para chegar a Belém
O antigo primeiro-ministro, José Sócrates, está a preparar terreno para se candidatar às próximas eleições presidenciais. 
Pelo menos, assim o crê Marcelo Rebelo de Sousa, que na noite deste domingo atribuiu o regresso de Sócrates à cena política e aos palcos mediáticos como o primeiro passo para o caminho até Belém.
“Sócrates acha que já passou período de nojo, sente que está perdoado”. 
É desta forma que o comentador político Marcelo Rebelo de Sousa sustenta o regresso do antigo primeiro-ministro aos holofotes televisivos, ao protagonizar um formato de comentário semanal na RTP1. 
O social-democrata falava este domingo, no âmbito do seu espaço de opinião na antena da TVI, sendo que a leitura que faz deste retorno do ex governante se divide por vários capítulos, mas o principal, sem dúvida, é o de que está a apalpar terreno para concorrer a Belém. “Quer saber se tem hipóteses para as presidenciais”, assinalou Marcelo. Aliás, só o colega de partido, Luís Marques Mendes, havia lançado no sábado semelhante ideia.
No entender do conselheiro de Estado, nomes como os de António Costa, António Vitorino, Jorge Coelho ou mesmo Nuno Amado perfilam-se enquanto potenciais candidatos socialistas a substituir o Presidente da República, Cavaco Silva, não obstante, “Sócrates pode vir a ser um suplente”, de peso, por sinal.

Ao mesmo tempo, o antigo líder do PSD sublinhou que o ex-líder do Executivo voltou também para “condicionar” o secretário-geral do PS, António José Seguro, por forma a assegurar que este “não ataca o passado socrático”.
Por fim, salientou Marcelo, “Seguro sai fragilizado” com o regresso de Sócrates, mas não corre o risco de ser “liquidado”.

http://www.noticiasaominuto.com/politica/57124/a-estrat%C3%A9gia-de-s%C3%B3crates-para-chegar-a-bel%C3%A9m#.UVHqChepqWg

Recordando Angola e as suas frutas! É de fazer crescer água na boca!

Frases Fantásticas...E como dão que pensar!

"Esperamos de Deus provas da sua existência, 
 mas Ele apenas nos dá provas do seu amor." 
 Gilbert Cessbron

"Sem um certo gosto de arriscar, 
 nunca farás nada na vida."
 F. Donayre

"Abrindo o Evangelho já sei em que direcão 
 devo correr."
 Santa Teresinha do Menino Jesus

"Uma carga pesada será ainda mais pesada, 
 se ainda acrescentais o peso das vossas lamentações." 
 Gratry

segunda-feira, 25 de março de 2013

Sorria....

Andar a pé

- Como é possível? Nunca andas a pé!
- Ando poucas vezes.
- Então para que te servem os pés?
- Um é para o travão e o outro para o acelerador.















Discussão

A mulher diz ao marido:
- Quando se diz uma coisa a um homem
entra por um ouvido e sai pelo outro!
O marido imediatamente:
- E quando se diz uma coisa a uma mulher
entra pelos ouvidos e sai pela boca!















Feroz

- Conheces algum animal mais feroz que o leão?
- Conheço. É o «pintam».
- Que dizes?
- Sempre ouvi dizer que o leão não é tão feroz 
  como o "pintam".


Extraído de: Cavaleiro da Imaculada, nº 947, 
fevereiro 2013 (publicação periódica mensal)

domingo, 24 de março de 2013

"Em Lua de Mel"

Significado: período de tempo de relações entre duas pessoas ou instituições que decorre de modo feliz.

Origem: terá surgido nos países nórdicos.Durante os primeiros trinta dias (uma Lua) os noivos apenas bebiam hidromel, bebida doce que se obtém pela fermentação do mel adicionado de água, considerada com propriedades afrodisíacas.