sábado, 8 de junho de 2013

GABRIEL, O Pensador




Muda, que quando a gente muda
        o mundo muda com a gente.
           A gente muda o mundo na
                      mudança da mente.               

             GABRIEL, O Pensador


sexta-feira, 7 de junho de 2013

Club Bilderberg

LISTA DE PARTICIPANTES 

DA CONFERÊNCIA BILDERBERG 2013

Participantes Portugueses:

-Francisco Pinto Balsemão (Ex-Primeiro Ministro de Portugal, Membro Fundador do PSD, Ordem Militar de Cristo, Ordem do Infante D. Henrique, Ordem da Liberdade, Ordem do Mérito, Ordem de Dona Isabel da Católica, entre outras, CEO do grupo Impresa, que detem, entre outros, a SIC, o Jornal Expresso e a revista Visão - http://bit.ly/15CldSM)

-Paulo Portas (Líder do CDP/PP, Ordem de Mérito [Espanha e Polónia], Coadjutor Temporal Jesuíta)

-António Seguro (Líder do Partido Socialista)

-José Durão Barroso (Presidente da Comissão Europeia, Ex-Primeiro Ministro de Portugal, Cavaleiro de Malta [Ordem Soberana e Militar de Malta], Ordem de Cristo, entre outras)

O mais notável é o facto da lista ter sido divulgada pelo site oficial da conferência Bilderberg (http://bit.ly/1aVR8y9). A presença de José António Seguro por sua vez segue o padrão que temos visto nas conferências Bilderberg do passado, em que futuros líderes de governo são convidados. A conferência Bilderberg serve de baptismo informal para os figurões do futuro. O Partido Socialista será o mais óbvio candidato para formar governo ou nas próximas eleições, ou até na eventualidade da desintegração do governo actual. 

Por sua vez a continuação do governo presente despende da coligação entre o PSD e o CDS/PP, o que nos leva ao próximo participante, Paulo Portas. Por esta razão a presença de Paulo Portas na conferência Bilderberg 2013 é por sua vez é ao mesmo tempo expectável e intrigante. Paulo Portas está na conferência Bilderberg não só na condição de líder de partido e pilar fundamental da coligação governamental, ele é igualmente o líder do partido ao qual o Partido Socialista se terá que juntar para obter uma maioria nas próximas eleições caso não encontre uma solução à esquerda, pelo que pessoas como Mario Soares, Bagão Felix já mencionaram essa possibilidade no passado. Alguns propõe mesmo uma coligação entre os três partidos, PSD, PS e CDP/PP.

A representação dos partidos do ‘Arco da Governabilidade’ (o ‘Centrão’, que opera a longo prazo como um só corpo de acções e interesses, e que utiliza a falsa resistência, os confrontos menores altamente teatrais e mediatizados para dar a ilusão de escolha e da existência de uma democracia saudável) de Portugal fica completa com a presença habitual de Francisco Pinto Balsemão, que é um membro permanente nas conferências Bilderberg, e que é ultimamente quem escolhe os outros dois convidados Portugueses, neste caso Seguro e Portas. O numero de participantes Portugueses só aumente para quatro com a presença de Durão Barroso, presente enquanto Presidente da Comissão Europeia.

Na comissão dos Estados Unidos da América destacam-se nomes como Henry Kissinger, Timothy Geithner, o General Petraeus, Eric Schmidt (CEO da Google Inc). Pelo Reino-Unidos estarão presentes Edward Balls, Peter Mandelson e George Osborne. Da Itália estará presente Mario Monti, ex-Primeiro Ministro e ex-Presidente do Banco Central Europeu.

Vemos ainda nomes como Christine Lagarde, Directora do FMI e a Princesa Beatriz da Holanda.

Lista de Participantes, 
Bilderberg 2013 : http://bit.ly/ZptY0U

http://casadasaranhas.wordpress.com/

LISTA DE PARTICIPANTES 


DA CONFERÊNCIA BILDERBERG 2013

... (...)...

Participantes Portugueses:

-Francisco Pinto Balsemão (Ex-Primeiro Ministro de Portugal, Membro Fundador do PSD, Ordem Militar de Cristo, Ordem do Infante D. Henrique, Ordem da Liberdade, Ordem do Mérito, Ordem de Dona Isabel da Católica, entre outras, CEO do grupo Impresa, que detem, entre outros, a SIC, o Jornal Expresso e a revista Visão) - http://bit.ly/15CldSM)

-Paulo Portas (Líder do CDP/PP, Ordem de Mérito [Espanha e Polónia], Coadjutor Temporal Jesuíta)

-António Seguro (Líder do Partido Socialista)

-José Durão Barroso (Presidente da Comissão Europeia, Ex-Primeiro Ministro de Portugal, Cavaleiro de Malta [Ordem Soberana e Militar de Malta], Ordem de Cristo, entre outras)

O mais notável é o facto da lista ter sido divulgada pelo site oficial da conferência Bilderberg (http://bit.ly/1aVR8y9). A presença de José António Seguro por sua vez segue o padrão que temos visto nas conferências Bilderberg do passado, em que futuros líderes de governo são convidados. A conferência Bilderberg serve de baptismo informal para os figurões do futuro. O Partido Socialista será o mais óbvio candidato para formar governo ou nas próximas eleições, ou até na eventualidade da desintegração do governo actual. 

Por sua vez a continuação do governo presente despende da coligação entre o PSD e o CDS/PP, o que nos leva ao próximo participante, Paulo Portas. Por esta razão a presença de Paulo Portas na conferência Bilderberg 2013 é por sua vez é ao mesmo tempo expectável e intrigante. Paulo Portas está na conferência Bilderberg não só na condição de líder de partido e pilar fundamental da coligação governamental, ele é igualmente o líder do partido ao qual o Partido Socialista se terá que juntar para obter uma maioria nas próximas eleições caso não encontre uma solução à esquerda, pelo que pessoas como Mario Soares, Bagão Felix já mencionaram essa possibilidade no passado. Alguns propõe mesmo uma coligação entre os três partidos, PSD, PS e CDP/PP.

A representação dos partidos do ‘Arco da Governabilidade’ (o ‘Centrão’, que opera a longo prazo como um só corpo de acções e interesses, e que utiliza a falsa resistência, os confrontos menores altamente teatrais e mediatizados para dar a ilusão de escolha e da existência de uma democracia saudável) de Portugal fica completa com a presença habitual de Francisco Pinto Balsemão, que é um membro permanente nas conferências Bilderberg, e que é ultimamente quem escolhe os outros dois convidados Portugueses, neste caso Seguro e Portas. O numero de participantes Portugueses só aumente para quatro com a presença de Durão Barroso, presente enquanto Presidente da Comissão Europeia.

Na comissão dos Estados Unidos da América destacam-se nomes como Henry Kissinger, Timothy Geithner, o General Petraeus, Eric Schmidt (CEO da Google Inc). Pelo Reino-Unidos estarão presentes Edward Balls, Peter Mandelson e George Osborne. Da Itália estará presente Mario Monti, ex-Primeiro Ministro e ex-Presidente do Banco Central Europeu.

Vemos ainda nomes como Christine Lagarde, Directora do FMI e a Princesa Beatriz da Holanda.


Lista de Participantes,
Bilderberg 2013 : http://bit.ly/ZptY0U

Autocarro Chinês do Futuro...

Um belo diaporama sobre Angola

Kizomba - dançarinos angolanos

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Mia Couto: "um afinador de silêncios"

“Eu nasci para estar calado. Minha única vocação é o silêncio. Foi meu pai que me explicou: tenho inclinação para não falar, um talento para apurar silêncios. Escrevo bem, silêncios, no plural. Sim, porque não há um único silêncio. E todo o silêncio é música em estado de gravidez.

Quando me viam, parado e recatado, no meu invisível recanto, eu não estava pasmado. Estava desempenhado, de alma e corpo ocupados: tecia os delicados fios com que se fabrica a quietude. Eu era um afinador de silêncios. 

Mia Couto, no livro "Antes de Nascer o Mundo".

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Waldemar Bastos

Mia Couto

Me tornei antigo
porque a vida,
tantas vezes, se demorou.
E eu a esperei
como um rio aguarda a cheia.                  

Mia Couto


                      

Mia Couto nasceu na Beira, Moçambique, em 1955. 
Foi jornalista e professor, e é, atualmente, biólogo e escritor.
Está traduzido em diversas línguas. 
Entre outros prémios e distinções (de que se destaca a nomeação, 
por um júri criado para o efeito pela Feira Internacional do Livro do 
Zimbabwe, de Terra Sonâmbula como um dos doze melhores livros 
africanos do século xx), foi galardoado, pelo conjunto da sua já 
vasta obra, com o Prémio Vergílio Ferreira 1999 e com o Prémio União 
Latina de Literaturas Românicas 2007. 
Ainda em 2007 Mia foi distinguido com o Prémio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura pelo seu romance O Outro Pé da Sereia
Jesusalémo seu último romance, foi considerado um dos 20 livros de 
ficção mais importantes da «rentrée» literária francesa por um júri da 
estação radiofónica France Culture e da revista Télérama. Em 2011 
venceu o Prémio Eduardo Lourenço, que se destina a premiar o forte contributo de Mia Couto para o desenvolvimento da língua portuguesa. 
A Confissão da Leoa é o seu mais recente livro. 
Galardoado com o Prémio Camões 2013.

O sol voltou...



Quando o sol me inunda o pensamento
e nele o teu rosto
Toco nos meus lábios – e sinto os teus.               

OLÍVIA SANTOS

domingo, 2 de junho de 2013

A morte da executiva bem sucedida

Por Max Gehringer, Revista Exame

Foi tudo muito rápido. A executiva bem-sucedida sentiu uma pontada no peito, vacilou, cambaleou. Deu um gemido e apagou. Quando voltou a abrir os olhos, viu-se diante de um imenso Portal.
Ainda meio zonza, atravessou-o e viu uma miríade de pessoas. Todas vestindo cândidos camisolões e caminhando despreocupadas. Sem entender bem o que estava acontecendo, a executiva bem-sucedida abordou um dos passantes: 

- Enfermeiro, eu preciso voltar urgente para o meu escritório, porque tenho ummeeting importantíssimo. Aliás, acho que fui trazida para cá por engano, porque meu convênio médico é classe A, e isto aqui está me parecendo mais um pronto-socorro. Onde é que nós estamos? 

- No céu. 

- No céu? 

- É. 

- Tipo assim... o céu, CÉU...! Aquele com querubins voando e coisas do gênero? 

- Certamente. Aqui todos vivemos em estado de gozo permanente. Apesar das óbvias evidências (nenhuma poluição, todo mundo sorrindo, ninguém usando telefone celular), a executiva bem-sucedida custou um pouco a admitir que havia mesmo apitado na curva. 

Tentou então o plano B: convencer o interlocutor, por meio das infalíveis técnicas avançadas de negociação, de que aquela situação era inaceitável. Porque, ponderou, dali a uma semana ela iria receber o bônus anual. Além de estar fortemente cotada para assumir a posição de presidente do conselho de administração da empresa. E foi aí que o interlocutor sugeriu: 

- Talvez seja melhor você conversar com Pedro.

- É? E como é que eu marco uma audiência? Ele tem secretária? 

- Não, não. Basta estalar os dedos e ele aparece. 

- Assim? (...) 

- Pois não? 

A executiva bem-sucedida quase desaba da nuvem. À sua frente, imponente, segurando uma chave que mais parecia um martelo, estava o próprio Pedro. Mas, a executiva havia feito um curso intensivo de approach para situações inesperadas e reagiu rapidinho: 

- Bom dia. Muito prazer. Belas sandálias. Eu sou uma executiva bem-sucedida e... 

- Executiva... Que palavra estranha. De que século você veio? 

- Do 21. O distinto vai me dizer que não conhece o termo 'executiva'? 

- Já ouvi falar. Mas não é do meu tempo.

Foi então que a executiva bem-sucedida teve um insight.  A máxima autoridade ali no paraíso aparentava ser um “zero à esquerda” em modernas técnicas de gestão empresarial. Logo, com seu brilhante currículo tecnocrático, a executiva poderia rapidamente assumir uma posição hierárquica, por assim dizer, celestial ali na organização. 

- Sabe, meu caro Pedro, se você me permite, eu gostaria de lhe fazer uma proposta. Basta olhar para esse povo todo aí, só batendo papo e andando à toa, para perceber que aqui no Paraíso há enormes oportunidades para dar um upgrade na produtividade sistêmica. 

- É mesmo? 

- Pode acreditar, porque tenho PhD em reengenharia. Por exemplo, não vejo ninguém usando crachá. Como é que a gente sabe quem é quem aqui, e quem faz o quê? 

- Ah, não sabemos. 

Headcount, então, não deve constar em nenhum versículo, correto?

- Hã? 

- Entendeu o meu ponto? Sem controle, há dispersão. E dispersão gera desmotivação. Com o tempo isto aqui vai acabar virando uma anarquia. Mas nós dois podemos consertar tudo isso rapidinho implementando um simples programa de targetsindividuais e avaliação de performance

- Que interessante... 

- Depois, mais no médio prazo, assim que os fundamentos estiverem sólidos e o pessoal começar a reclamar da pressão e ficar estressado, a gente acalma a galera bolando um sistema de stock option, com uma campanha motivacional impactante, tipo: 'O melhor céu da América Latina'. 

- Fantástico! 

- É claro que, antes de tudo, precisaríamos de uma hierarquização e um organograma funcional, nada que dinâmicas de grupo e avaliações de perfis psicológicos não consigam resolver. 

- !!!...???... !!!...??? ...!!! 

- Aí, contrataríamos uma consultoria especializada para nos ajudar a definir as estratégias operacionais e estabeleceríamos algumas metas factíveis de leverage, maximizando, dessa forma, o retorno do investimento do Grande Acionista... Ele existe, certo? 

- Sobre todas as coisas. 

- Ótimo. O passo seguinte seria partir para um downsizing progressivo, encontrar sinergias hightech, redigir manuais de procedimento, definir o marketing mix e investir no desenvolvimento de produtos alternativos de alto valor agregado. O mercado telestérico, por exemplo, me parece extremamente atrativo. 

- Incrível! 

- É óbvio que, para conseguir tudo isso, nós dois teremos que nomear um board de altíssimo nível. Com um pacote de remuneração atraente, é claro. Coisa assim de salário de seis dígitos e todos os fringe benefits e mordomias de praxe. Porque, agora falando de colega para colega, tenho certeza de que você vai concordar comigo Pedro; o desafio que temos pela frente vai resultar em um turnaround radical. 

- Impressionante! 

- Isso significa que podemos partir para a implementação? 

- Não. Significa que você terá um futuro brilhante... se for trabalhar com o nosso concorrente. Porque você acaba de descrever, exatamente, como funciona o Inferno...