sábado, 13 de julho de 2013

Pensamento para o fim-de-semana

"Quando conhecer sua alma, pintarei seus olhos.”
                                         Amedeo Modigliani

Amedeo Clemente Modigliani (Livorno12 de julho de 1884 
— Paris, 24 de janeiro de1920foi um artista plástico e escultor 
italiano que viveu em Paris.
Artista principalmente figurativo, tornou-se célebre sobretudo por 
seus retratos femininos caracterizados por rostos e pescoços 
alongados, à maneira das máscaras africanas.
Morreu aos trinta e cinco anos, em condições de extrema pobreza 
material, vítima de meningite tuberculosa, agravada pelo excesso 
de trabalho, álcool e drogas
http://pt.wikipedia.org/wiki/Amedeo_Modigliani
Ficheiro:Amedeo Modigliani 043.jpg

http://pt.wikipedia.org/wiki/Amedeo_Modigliani

Tonterias... É relax puro...

Para relaxar, procurar este link na NET:

http://www.tonterias.com/wp-content/uploads/2009/10/20091028042833_pallo.swf



                                                              

sexta-feira, 12 de julho de 2013

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Duas Mensagens de Esperança


Os vencedores na vida são pessoas que olham 
para cada situação 
com a esperança de poder resolvê-la ou melhorá-la.
http://www.mensagenscomamor.com/frases/frasesdeesperança.htm
A esperança é o sonho do homem acordado. Aristóteles

quarta-feira, 10 de julho de 2013

"Comme d'habitude", de Claude François ("My Way", por Frank Sinatra)

Habituámo-nos a ouvir Frank Sinatra cantar "My Way", pensando que a canção é sua, mas não é!
O original pertence a Claude François, com o título "Comme d'habitude". 
Mais abaixo, a canção, o filme e "a verdadeira história"... 



Resumo baseado na leitura da Newsletter Atout France:
O filme CLOCLO - MY WAY (‘Cloclo’ no original), é a história trágica 
de Claude François.
Este cantor tornou-se um ícone da música francesa. 
Morreu em 1978, com 39 anos, e quase 40 anos após a sua morte, 
continua a encantar-nos. 

Além de estrela da canção muito idolatrada, foi homem de negócios, 
‘one-man-show’ e estratega de marketing, muito à frente do 
seu tempo; era uma verdadeira máquina de fazer dinheiro e magnata 
dos media, foi também pai de família e mulherengo incorrigível...

MY WAY é o retrato de um homem 
"desesperado por amor e reconhecimento". Escreveu a famosa canção 
que atravessa todos os tempos: "Comme d'habitude", 
mais conhecida por "My Way", cantada por Frank Sinatra.

O Título Original do filme é: Cloclo
Realizador por: Florent-Emilio Siri
Elenco: Jérémie Renier, Benoît Magimel, Monica Scattini

Image

Resumo da verdadeira história da canção:
Fonte: Wikipedia, a enciclopedia livre

Comme d’habitude é uma canção composta em 1967 por Claude François
e Jacques Revaux, com letra de Claude François e Gilles Thibaut.
Intitulada inicialmente For Me e com letra em inglês, e após ter sido recusada 
por diversos artistas, entre os quais Michel Sardou, a canção é aceita por 
Hervé Vilard. Contudo, com o acordo deste último, o compositor Jacques 
Revaux, que desejava trabalhar com Claude François, apresenta-a a este. 
A obra é retocada por Claude François, que lhe insere o tema da vida 
quotidiana 
de um casal que se separa, resumindo assim a sua própria recente ruptura 
sentimental com France Gall
É sob este conceito que o letrista Gilles Thibaut completa a letra do que 
se tornaria Comme d'habitude. O sucesso da canção foi restrito quando da 
sua publicação.
Paul Anka, que ouve a canção durante uma emissão da televisão francesa, 
adquire seus direitos em língua inglesa para seu estúdio de produção nos EUA
Frank Sinatrainterpretará a canção nos EUA sob o título de My Way e 
dar-lhe-á um sucesso mundial, ocasionando ao mesmo tempo o sucesso 
fulgurante da versão original de Claude François, que se classificará 
rapidamente no topo do hit-parade. Michel Sardou retomaria finalmente a 
canção em 1977, bem como, mais tarde, Sid Vicious ou Florent Pagny
de uma maneira mais confidencial no início da década de 1990.

Good Times - Kiko & The Jazz Refugees

Kiko Pereira - Good Times (com Rui Veloso)

domingo, 7 de julho de 2013

Como vai a nossa Língua Portuguesa...






Tendo recebido por e-mail este texto tão ilustrativo de como o nosso português anda a ser tratado por quem o acha de somenos importância, não podia deixar de o partilhar com todos os meus leitores, pois merece uma grande reflexão da nossa parte.. 

Assim vai a nossa língua materna... 

(Texto verídico retirado de uma prova livre de Língua Portuguesa, realizada por um aluno do 9º ano, numa Escola Secundária das Caldas da Rainha, para ler, estarrecer e reflectir...!!!)
 
"REDAXÃO

'O PIPOL E A ESCOLA'

Eu axo q os alunos n devem d xumbar qd n vam á escola. Pq o aluno tb tem Direitos e se n vai á escola latrá os seus motivos pq isto tb é perciso ver q á razões qd um aluno não vai á escola. Primeiros a peçoa n se sente motivada pq axa q a escola e a iducação estam uma beca sobre alurizadas.

Valáver, o q é q intereça a um bacano se o quelima de trásosmontes é munto Montanhoso? Ou se a ecuação é exdruxula ou alcalina? Ou cuantas estrofes tem um cuadrado? Ou se um angulo é paleolitico ou espongiforme? Hã?

E ópois os setores ainda xutam preguntas parvas tipo cuantos cantos tem 'os Lesiades''s, q é u m livro xato e q n foi escrevido c/ palavras normais mas q no  aspequeto é como outro qq e só pode ter 4 cantos comós outros, daaaah.

Ás veses o pipol ainda tenta tar cos abanos em on, mas os bitaites dos profes  até dam gomitos e a Malta re-sentesse, outro dia um arrotou q os jovens n tem  abitos de leitura e q a Malta n sabemos ler nem escrever e a sorte do gimbras foi q ele h-xoce bué da rapido e só o 'garra de lin-chao' é q conceguiu  assertar lhe com um sapato. Atão agora aviamos de ler tudo qt é livro desde o Camóes até á idade média e por aí fora, qués ver???

O pipol tem é q aprender cenas q intressam como na minha escola q á um curço de otelaria e a Malta aprendemos a faser lã pereias e ovos mois q são assim tipo as pecialidades da rejião e ópois pudemos ganhar um gravetame do camandro.
Ah poizé. Tarei a inzajerar?"