sábado, 26 de março de 2016

Sábado de Aleluia!

in: pt.wikipedia.org
(Jesus no túmulo.Capela de Nossa Senhora da Doutrina-Igreja de São Roque em Lisboa.) 
Sábado de Aleluia (em latimSabbatum Sanctum), conhecido também como Sábado SantoSábado Negro e Véspera da Páscoa, é o dia seguinte à Sexta-Feira Santa e anterior à Páscoa. É o último dia da Semana Santa, na qual os cristãos se preparam para a celebração da Páscoa. Nele se celebra o dia que o corpo de Jesus Cristo permaneceu sepultado no túmulo.
Ele também é por vezes chamado de Sábado de Páscoa, embora este título seja mais apropriado, no contexto do calendário religioso, para o Sábado da Semana de Páscoa.
Para alguns cristãos, particularmente os católicos, foi neste dia que a Virgem Maria, como Nossa Senhora das Dores, recebeu o título de "Nossa Senhora da Solidão", uma referência ao profundo sentimento de solidão associado ao seu luto e tristeza.
in pt.wikipedia.org

in: www.youtube.com
(Aleluia)

sexta-feira, 25 de março de 2016

quinta-feira, 24 de março de 2016

O que pensa Luís de Camões sobre o amor...

"Ah o amor...que nasce não sei onde, 
vem não sei como, e dói não sei porquê."

Luís de Camões

pt.wikipedia.org

quarta-feira, 23 de março de 2016

Português correto: diz-se "um bebé e uma bebé?" e "um" grama ou "uma" grama?


in: pt.depositphotos.com 
Consultando o Ciberúvidas da Língua Portuguesa a propósito da dúvida que muitas vezes nos assalta sobre o género das palavras "bebé" e "grama", aqui fica a resposta certa, do Consultório de Perguntas e Respostas:

Sobre o género de grama

"Na vossa resposta 11 734 a propósito do género da palavra bebé pode ler-se: «O uso da palavra bebé antecedida de artigo feminino ou masculino é de tal forma frequente que já adquiriu o direito a ser dicionarizada.»
Ou seja, embora o termo ainda apareça registado em muitos dicionários (p. ex. Porto Editora) como sendo um substantivo masculino, outros dicionários, aceitando o facto de o uso de bebé no feminino se ter tornado frequente, passaram a registar este substantivo como tendo os dois géneros.
Tendo presente esta situação, gostaria de saber a vossa opinião no que diz respeito à palavra grama (refiro-me aqui à unidade de medida e não à planta gramínea). O termo encontra-se registado como sendo do género masculino, contudo o seu uso na forma feminina («a grama», «duzentas gramas») é muito frequente entre os falantes da língua portuguesa, sendo porventura dominante em determinados meios, como por exemplo no comércio de bens alimentares. A minha questão é pois esta: recorrendo ao mesmo critério que foi usado para bebé, ou seja, o do "uso frequente" como justificação para a admissão de dois géneros, não faria sentido passar a admitir os dois géneros para a palavra grama, deixando assim de considerar formalmente errada uma utilização que se tornou muito frequente? (Gonçalo Elias  Engenheiro eletrotécnico  Loures, Portugal) 
A pergunta faz sentido, mas acontece que estamos a falar de atitudes linguísticas dominantes numa dada comunidade numa certa época. Atualmente, no caso de grama, a comunidade científica e, por enquanto, os setores que se preocupam com a norma ou que se sentem com poder sobre ela impõem que se mantenha a atribuição do género masculino à forma grama («unidade de medida»). Além disso, note-se, apesar de o -a final ser geralmente indicativo do género feminino, há muitas palavras masculinas terminadas em-a — frequentemente formadas com elementos de origem parcial ou totalmente grega, por vezes incluindo -grama como segundo elemento de composição: «o cinema», «o planeta», «o telegrama»."

in: https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/sobre-o-genero-de-grama/31509

imagem obtida in:
www.elcorteingles.pt

segunda-feira, 21 de março de 2016

21 de março - Dia Mundial da Árvore e Dia Mundial da Poesia

Homenageando o Dia Mundial da Árvore

"Preocupas-te se a árvore da tua vida tem galhos apodrecidos?
Não percas tempo; cuida bem da raiz e não terás de andar pelos galhos."
Santo Agostinho

(in: http://pensador.uol.com.br/frases_lindas_sobre_o_dia_da_arvore/)

Imagem de Santo Agostinho

(obtida em: educarparacrescer.abril.com.br)

Homenageando o Dia Mundial da Poesia:
"O Dia Mundial da Poesia celebra-se a 21 de março.
O Dia Mundial da Poesia foi criado na 30ª Conferência Geral da UNESCO a 16 de novembro de 1999.
Este Dia Mundial da Poesia celebra a diversidade do diálogo, a livre criação de ideias através das palavras, da criatividade e da inovação. A data visa fazer uma reflexão sobre o poder da linguagem e do desenvolvimento das habilidades criativas de cada pessoa. Neste dia realizam-se várias atividades pelo país, sobretudo nas escolas, bibliotecas e espaços culturais.
A poesia contribui para a diversidade criativa, usando as palavras e os nossos modos de perceção e de compreensão do mundo.

Poesia em Portugal

A história portuguesa apresenta muitos poetas cuja obra literária é mundialmente conhecida. Luís de Camões, Fernando Pessoa, António Nobre, Florbela Espanca, José Régio, Florbela Espanca, Natália Correia, Eugénio de Andrade, Cesário Verde, Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner Andersen, são alguns dos poetas portugueses mais conhecidos." (in calendarr.com)
in: www.turismo-braganca.com

Revendo os "Rádio Macau"...

Os RESISTÊNCIA cantam "ALEGRIA"

domingo, 20 de março de 2016

Para Pablo Neruda, o que é A FELICIDADE?

in: www.qlove.biz

"A felicidade é interior, não exterior, 
portanto, não depende do que temos, 
mas do que somos."

Não permitamos sombras nas nossas vidas. 
Para tal, Pablo Neruda também tem uma reflexão fantástica: 

 "A sombra é sempre negra, 

nem que seja de um cisne branco"
in: www.osmais.com

20 de março - Dia Internacional da Felicidade!

No que diz respeito a este tema, a minha opinião é que a felicidade é subjectiva, porque aquilo que me faz feliz, pode não fazer feliz "o outro"! 

Seria bom que respeitássemos esse aspeto nas outras pessoas, mesmo nas que nos são mais chegadas! Cada um de nós é diferente e é a diversidade que faz a unidade!

Por isso, faço votos para que nos esforcemos para nos sentirmos felizes (cada um à sua maneira, claro...), não só neste dia, mas sempre que possível!  

Hapiness

"Porque “a busca da felicidade é um dos objetivos fundamentais do ser humano” e porque precisamos de “uma abordagem mais inclusiva e equilibrada ao crescimento económico que promova o desenvolvimento sustentável e o bem-estar”, a assembleia-geral da ONU decidiu em Junho de 2012, proclamar o dia 20 de Março como o Dia Internacional da felicidade, através de Resolução aprovada por consenso.
A ideia foi lançada pelo Butão, que ao invés de adotar como estatística oficial o Produto Interno Bruto (PIB), analisa a “ Felicidade Nacional Bruta” desde 1972, que consiste em analisar não apenas o crescimento económico, os aspectos psicológicos, culturais, ambientais e espirituais. O Secretário-Geral e os outros membros das Nações Unidas gostaram da ideia e concordaram que para sermos felizes precisamos de um ambiente saudável, de sermos tratados de maneira igual pela sociedade em que estamos inseridos, de educação e de condições mínimas, pelo menos, de sobrevivência, entre outras coisas.
Assim, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio +20, foi acordado que seria adotada uma abordagem equilibrada, integração de três pilares: Crescimento económico, desenvolvimento social e proteção ambiental.
Ban Ki-moon na sua mensagem para o primeiro Dia Internacional da Felicidade reforça o seu compromisso com o desenvolvimento humano inclusivo e sustentável e renova o compromisso em ajudar os outros. Ele afirma que “quando contribuímos para o bem comum, enriquecemo-nos a nós próprios. A compaixão promove a felicidade e ajudará a construir o futuro que queremos”."
Texto cuja fonte é

unric.org (Centro Regional de Informação das Nações Unidas)